19 de julho de 2010

O Mimetismo social e o Neologismo

O mimetismo social é o comportamento humano análogo ao dos animais. Na busca por sobrevivência social, ascensão e aceitação da classe dominante, num processo de auto-desvalia, o indivíduo passa a absorver como seu hábitos, valores sociais e culturais da elite, assim distanciando-se de sua verdadeira identidade social e alienando-se correlação as suas raízes culturais. É a perda da personalidade social, prostituição dos princípios culturais e étnicos como forma de subjugação e auto-imposição amoral.

No almejo de se assemelhar e obter respeito de uma elite imigrante, inicia-se a conduta mimética de imitar atitudes, gostos e preferências culturais chegando ao cúmulo de forjar trejeitos regionais alheios ao seu próprio processo de regionalização.

Da mesma maneira que a astúcia dos animais, diante do risco de vida, os obriga a serem dissimulados e fingirem estar doentes ou aparentarem serem mais perigosos do que realmente são, assim também fazem os indivíduos. Por fatores sócio-econômicos, em outros casos por escassez intelectual, inconscientemente, eles se vêem condicionados por forças exteriores invisíveis da auto-imposição do não mandar.


Ricardo Magno

2 Comentários:

raz disse...

Não deixa de ser verdadi isso aí!

Ricardo Magno disse...

É algo que eu escrevi há muito tempo, no que diz respeito ao meio social em que vivo e cresci. É uma "tese" que deve ser mais lapidade de conhecimento científico. Até agora eu ainda não passei do esboço. Abraço!